+ Mais postagens
ajuste fiscal

Não podemos criar uma nova CPMF

 

 

Sou totalmente contra a criação de qualquer imposto federal sobre transações financeiras para compensar a redução nos impostos cobrados das empresas sobre a folha de pagamentos. A criação de um novo tributo nos moldes da antiga CPMF, que está sendo defendida pelo ministro da Economia Paulo Guedes, é totalmente descabida.

Como afirmei em entrevista à repórter Martha Imenes do jornal O Dia, não faz o menor sentido fazer a sociedade pagar a conta. Ao contrário da justificativa do ministro, que diz que a criação do imposto iria aliviar a tributação sobre a folha de pagamentos das empresas e gerar emprego, existem vários estudos que apontam que a redução de tributação sobre folha não produz, necessariamente aumento do emprego, mas apropriação ao lucro do empresário.

Essas afirmações do ministro sobre o retorno de uma espécie de CPMF com outro nome, junto com as especulações sobre mudanças de impostos e a expectativa sobre a proposta do Governo para a Reforma Tributária, que ainda não foi entregue à Comissão Especial da Reforma Tributária, da qual eu faço parte, só estão gerando burburinhos e aumentando ainda mais a instabilidade no mercado