+ Mais notícias

Campo de Golfe Olímpico será público

Inauguramos no domingo, dia 22 de novembro, as instalações que vão receber as partidas de golfe nos Jogos Olímpicos Rio 2016, uma obra que foi toda realizada com recursos privados.

Mais do que uma instalação esportiva, o projeto ajudou a resgatar uma área degradada da cidade e é atualmente o maior programa de recuperação de vegetação de restinga do país. As obras exigiram a transplantação de 19 mil metros quadrados de vegetação de restinga no próprio terreno. Além disso, 400 mil mudas foram usadas na recuperação ambiental e o campo ganhou 310 mil metros quadrados de grama.

Em contrapartida, a prefeitura desapropriou uma área de 1,59 milhão de metros quadrados na Praia da Reserva para criar o Parque Ecológico Nelson Mandela, que, junto com o Parque Marapendi, corresponde a uma área três vezes maior que o Parque do Flamengo.

Depois de 112 anos o golfe voltará a ser uma modalidade olímpica. Após a realização dos Jogos o campo será público. Por um período de 20 anos, abrigará programas sociais de iniciação ao esporte, que ainda estão em fase de planejamento. Entre as arenas projetadas, será a primeira a receber eventos abertos a cariocas e turistas após as Olimpíadas.  A Confederação Brasileira de Golfe planeja promover um torneio internacional, entre o fim de setembro e o início de outubro de 2016.

A cerimônia de inauguração do Campo de Golfe contou com a presença do prefeito Eduardo Paes, do ministro do Esporte, George Hilton, do presidente do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos, Carlos Arthur Nuzman, do presidente da Confederação Brasileira de Golfe, Paulo Cezar Pacheco.