+ Mais notícias

Luz no fim do túnel

Cheio de simbolismos e de benefícios para a vida do carioca. Assim é o Túnel Prefeito Marcello Alencar, parte da via expressa que dá lugar à Perimetral – ambos inaugurados neste domingo. O túnel, como obra, já é imponente: é a maior galeria rodoviária urbana do país, com  3,4 mil metros de extensão. Como opção viária também é um projeto arrojado, que vai reduzir o fluxo dos túneis Rebouças e do Santa Barbara em 20% e 30%, respectivamente. E é ainda uma justa homenagem ao saudoso político carioca que, como prefeito, deixou sua marca na nossa historia, recuperando as finanças da cidade, reformando alguns espaços públicos e remodelando outros, como no Rio-Orla – que deu origem à nossa paixão pelas ciclovias.

O túnel, que tem duas galerias – uma sentido Aterro do Flamengo, inaugurada hoje, e outra sentido Avenida Brasil – é parte importante das obras de mobilidade da região do Porto Maravilha, redescoberta após a derrubada da Perimetral. E vem para soterrar definitivamente as desconfianças quanto ao prejuízo que a derrubada daquele monstrengo causaria ao trânsito. A galeria inaugurada hoje tem capacidade para receber até 55 mil veículos por dia. Com a a inauguração da segunda, serão 110 mil veículos por dia trafegando por ali. O Túnel prefeito Marcello Alencar será o meio mais eficaz para atravessar a região, já que não tem sinais de trânsito nem saídas intermediárias.

A travessia conta com moderno sistema de monitoramento, composto por 105 câmeras. As imagens são acompanhadas pelo Centro de Controle de Operações (CCO) da Concessionária Porto Novo. O acesso ao túnel é proibido a caminhões, pedestres, skatistas e ciclistas.