+ Mais notícias

Mais saúde para Realengo

Dar início às obras de uma clínica da família é trazer mais saúde para os moradores de toda uma região, que passarão a ter atenção primária e um atendimento de qualidade.

Por isso, estamos investindo tanto em clínicas, como a do Campo do Piriquito, em Realengo, cujas obras foram iniciadas hoje. Atualmente, temos 3,5 milhões de cariocas sendo atendidos por Clínicas da Família, e vamos chegar, até dezembro de 2016, a 4,5 milhões.

Isso é levar saúde às pessoas, e não tratar da doença. Não há sistema de saúde no mundo que não cuide da saúde primária.

Ano passado, meio milhão de cariocas abandonaram os planos de saúde e vieram se cuidar na rede de saúde municipal. Isso aumenta a nossa responsabilidade com a saúde, por isso estamos investindo pesado.

Para se ter uma ideia, essa clínica vai custar  R$4 milhões à prefeitura. Esse valor não cobre o custo mensal de um hospital como o Hospital Albert Schweitzer, que fica aqui em Realengo. E com esse valor, mantemos por dois anos os custos da clínica.

Levar saúde antes da doença é o nosso compromisso, e continuar trabalhando para que até o final de 2016 de cada dez cariocas, sete estejam sendo atendidos por uma clínica da família.