+ Mais notícias

Mototáxis regulamentados, passageiros seguros

O Município do Rio não para de dar sinais de que tem entre as suas prioridades a organização dos meios de transporte e os avanços na mobilidade. O mais recente foi dado hoje, com a publicação, no Diário Oficial, de um decreto regulamentando a atividade de mototaxista. Com tantos cariocas vivendo no alto de morros, nada mais justo do que oferecer uma opção com segurança e supervisão. Com esta regulamentação, todos ganham.

De acordo com a nova norma, a autorização para a atividade será concedida para pessoas físicas vinculadas a associações ou cooperativas. Mas quem quiser obter a licença terá que cumprir alguns requisitos, como a idade mínima de 21 anos e a experiência de dois anos com carteira de habilitação A,  além de não ter antecedentes criminais. A prefeitura vai emitir autorizações provisórias de até 180 dias, período em que os motoristas serão avaliados, e só então concederá a licença definitiva.

O texto traz ainda as regras de segurança que deverão ser seguidas pelos profissionais, como o uso de equipamentos de segurança, inclusive capacete para o passageiro. O condutor deverá ter posse da moto de, no mínimo, 125 cilindradas. Com dispositivos de segurança e seguro.

Na cidade integrada em que queremos viver, deve haver oferta de transporte onde há morador. Esta regulamentação tira cariocas da informalidade e garante que outros cheguem em casa em segurança.