+ Mais notícias

Sem tempo a perder

Um dos maiores problemas das grandes cidades é o engarrafamento. Pensando nisso, a Prefeitura do Rio desenvolveu projetos revolucionários, como os corredores BRT, que já tornaram o deslocamento e a rotina de muitos cariocas mais fácil. Hoje foi a vez de outra grande obra de mobilidade ser entregue ao Rio: o Novo Joá, vizinho à pista original e com a promessa de aumentar a capacidade viária na direção Zona Sul – Barra da Tijuca em 30%.

A travessia tem 5 km, dois túneis e poderá ser utilizada como faixa reversível nos horários de pico. E, mais alto que a pista ao seu lado, o Elevado Presidente Itamar Franco tem a vantagem adicional, e muito valorizada pelos cariocas, de possuir vista para o mar. A obra, que teve inicio em junho de 2014, é um dos legados olímpicos para a cidade e sua população.

Pelas pistas do Joá trafegam 85 mil veículos por dia. Com a nova pista, estima-se uma redução de até 60% no tempo de viagem no sentido Barra no período da manhã. No período da tarde, a redução poderá chegar a 20%. Para garantir a segurança dos motoristas, as vias contam com fiscalização eletrônica e câmeras ligadas Centro de Operações Rio. Na nova pista o monitoramento será intensificado, com equipes da CET-RIO prontas para atuar em caso de ocorrências.

Já no período de 31 de julho a 22 de agosto, para os Jogos Olimpicos, haverá duas faixas exclusivas: uma na nova pista sentido Barra e outra no sentido São Conrado, no tablado inferior. As Faixas Olímpicas serão implementadas durante o evento para garantir o tempo de deslocamento da família olímpica aos locais de competição.