+ Mais notícias

Visitas mais longas, filas mais curtas

Menos de uma semana após assumir a administração do Hospital Albert Schweitzer, em Realengo, a Prefeitura do Rio já inaugurou, nesta quarta, um espaço que demonstra nosso compromisso com o atendimento cuidadoso, acolhedor e respeitoso com os pacientes e seus visitantes. O Espaço da Família, inaugurada hoje, é um local confortável, com ar-condicionado e cadeiras destinadas a receber bem quem vive a apreensão da espera pela visita a seu ente querido. É o fim das desconfortáveis e degradantes filas ao ar livre.

Hospitais são intimidantes por natureza. É um ambiente que, a não ser nas alas de maternidade, costuma gerar angústia e preocupação. É pensando nisso que a Prefeitura do Rio investe em tornar estes locais mais receptivos e calorosos. O espaço, com 48 lugares – calculados a partir da média de visitas por hora – estreou ao mesmo tempo em que implantamos a Visita Aberta na unidade. Nele, os familiares ganham um período muito maior, de 11h às 20h, para visitar os pacientes internados – com exceção daqueles hospitalizados nos departamentos de Infecto e no Centro de terapia Intensiva (CTI), que continuam com visitas restritas.

Além da chance de passar mais tempo com paciente, o prazo ampliado permite que o visitante organize sua visita, se planeje sem precisar perder um dia de trabalho, uma vez que o prazo estendido ultrapassa o horário comercial. É uma iniciativa que trata o visitante com respeito ao oferecer esta autonomia.

A iniciativa, comprovadamente proveitosa para os familiares e pacientes, já é rotina nos hospitais Miguel Couto, Salgado Filho, Souza Aguiar, Lourenço Jorge e Paulino Werneck e na Maternidade Leila Diniz.