+ Mais postagens
ajuste fiscal

Tá na hora de desenhar novos caminhos para as regras fiscais

 

 

Minha PEC 438/2019, da Regra de Ouro, Redução das Despesas Obrigatórias e Vinculações Orçamentárias, que está na Comissão de Constituição Justiça e Cidadania e será apreciada a partir de agosto, foi destaque no Valor Econômico de hoje.

Após a histórica aprovação em primeiro turno da Reforma da Previdência ontem, agora precisamos dar prosseguimento às outras medidas urgentes – e igualmente importantes – para o futuro do nosso país.

Como venho alertando há tempos, a Reforma da Previdência é necessária, mas sozinha não vai resolver todos os problemas. Mesmo com a aprovação da Reforma, é preciso ajustar a regra de ouro, caso contrário, o governo vai descumprir o teto de gastos e provocar um colapso na máquina pública.

A equipe econômica do governo já declarou o apoio à proposta. Segundo o jornal, um novo desenho institucional para as regras fiscais brasileiras começou a ser discutido com o objetivo de construir uma proposta que compatibilize a Regra de Ouro das finanças públicas com o teto de gastos, de forma a torná-los eficazes.

 

Sou defensor do ajuste fiscal e de uma gestão pública responsável, por isso apresentei a proposta.

Tá na hora de desenhar novos caminhos para as regras fiscais do nosso País.

Agora, vamos trabalhar e torcer para mais uma vitória importante para o nosso país.

 

Leia a matéria do Valor: https://www.valor.com.br/brasil/6339251/regras-fiscais-terao-novo-desenho